Concubinas

  • 04/03/2022
  • 0 Comentário(s)

Concubinas

Por: 

Os povos de língua inglesa entendem o termo "concubina" para se referir a um parceiro sexual solteiro — uma "amante". Dicionários de inglês padrão suportam esse uso comum. Por exemplo, Merriam-Webster define a palavra como "uma mulher com quem um homem convive sem ser casado: como (a) ter um status social reconhecido em uma casa abaixo da de uma esposa; (b) amante." O Dicionário cambridge tem: "uma mulher que, em algumas sociedades, vive e faz sexo com um homem com quem não é casada, e tem uma classe social mais baixa do que sua esposa ou esposas." Portanto, o termo no uso atual do inglês enfatiza o fato de que uma concubina não é casada com o homem com quem ela é sexualmente ativa. Em vista dessa compreensão do termo "concubina", pode-se concluir erroneamente que Deus endossou tal comportamento na história da Bíblia. Afinal, a Bíblia nos informa que Salomão tinha 700 esposas e 300 concubinas (1 Reis 11:3).

Em contraste, o uso bíblico do termo reflete um significado diferente. Uma "concubina" na antiguidade era, na verdade, uma esposa. O que a distinguia de outras esposas foi o fato de que ela era de menor nascimento, às vezes até ocupando um status de escrava. Estudiosos da Bíblia reconhecem esse fato. Por exemplo, o Livro de Palavras Teológica do Antigo Testamento explica o termo pilegesh: "Uma concubina era uma verdadeira esposa, embora de grau secundário.... Assim, a concubina não era uma amante mantida, e não coabitava com um homem a menos que casado com ele.1 O professor de Línguas Orientais, Arqueologia Bíblica e Dogmática em Viena, Johann Jahn, explica: "[A]lough essa conexão [sic] era de fato um casamento, e um legítimo, não foi, no entanto, celebrado e confirmado pelas cerimônias [da esposa de alto escalão]."2 O estudioso clássico inglês Francis Newman observou: "Uma concubina, nos tempos antigos, era apenas uma esposa de posto inferior, e a união era tão permanente quanto com uma esposa."3 M'Clintock e Strong afirmam que "concubina" "denota na Bíblia não um amante, mas apenas uma fêmea conjugadamente unida a um homem em uma relação inferior à da esposa normal.... Concubinagem, portanto, em um sentido bíblico, significa o estado de coabitação legalmente com uma esposa de segundo escalão."4 O estudioso bíblico, linguista e apologista cristão, John Haley, acrescenta sua voz ao mesmo ponto: "Além disso, uma 'concubina', naqueles dias, não era simplesmente uma amante mantida, como a palavra poderia agora implicar, mas era uma esposa de menor patente, que foi casada com um pouco menos do que as formalidades ordinárias."

Em um país onde o status social e as barreiras são de mínima preocupação, é difícil para nós compreender a magnitude do abismo que existia entre classes em culturas antigas, um abismo que ficou com uma pessoa ao longo da vida, independentemente dos avanços ao longo do caminho. Assim, mesmo que uma mulher de baixo escalão social se casasse com um homem de alto nível social, ela ainda poderia ser tratada com desrespeito como "segunda classe" — embora totalmente esposa.

Um bom exemplo da verdadeira natureza da concubina é visto na experiência ultrajante e horrível do Levita durante a Idade das Trevas da história judaica nos Juízes 19. Morador da Tribo de Efraim, casou-se com uma mulher de Belém de Judá. Ela é identificada como uma "concubina". Sem contar os detalhes do capítulo, vale ressaltar que o Levita é identificado como o "marido" da concubina (vs. 3). Seu pai é identificado como o "sogro" do Levite (vs. 4,7,9) e o Levita é seu "genro" (vs. 5).

No caso de Salomão, o significado de "concubinas" é sugerido no próprio texto em que são mencionados:

Mas o rei Salomão amava muitas mulheres estrangeiras, bem como a filha do faraó: mulheres dos moabitas, amonitas, edomitas, sermitas e hititas — das nações das quais o Senhor havia dito aos filhos de Israel: "Você não se intercasará com eles, nem eles com você. Certamente eles vão desviar seus corações depois de seus deuses. Solomon se agarrou a isso no amor. E ele tinha 700 esposas, princesas, e trezentos concubinas; e suas esposas afastaram seu coração (1 Reis 11:1-3).

Observe três indicadores no texto que auxiliam na compreensão da distinção entre esposas e concubinas. Em primeiro lugar, nos disseram que Salomão amava muitas "mulheres estrangeiras" — e os países de origem dessas mulheres são notados. Salomão não é especificamente condenado por amar as mulheres — mas por se casar com elas. Segundo, a razão para a proibição é que tais mulheres estrangeiras o fariam receptivo aos seus falsos deuses. Com certeza, o texto diz que "suas esposas desviaram seu coração." Mas aqueles que são especificamente mencionados como as mulheres/esposas estrangeiras são as 700 esposas e 300 concubinas. Por que mencionar as concubinas se não eram participantes da subversão religiosa de Salomão por suas esposas?

Terceiro, observe a gramática do versículo 3. No NKJV, uma círia ocorre antes e depois do termo "princesas". A palavra "princesas" descreve a palavra "esposas" em contraste com as "concubinas" — que não eram princesas. Em outras palavras, a distinção que está sendo feita não é entre esposas versus não-esposas. A distinção que está sendo desenhada é entre esposas de nascimento nobre versus esposas de baixo nascimento. Várias traduções em inglês ajudam a esclarecer esse fator:

CSB/ESV/GNV/HCSB/MEV: "Ele tinha 700 esposas que eram princesas e trezentos que eram concubinas"

CEB: "Ele tinha 700 esposas reais e trezentos esposas secundárias."

CJB: "Ele tinha 700 esposas, todas princesas, e 300 concubinas."

CEV: "Setecentos de suas esposas eram filhas de reis, mas ele também se casou com trezentos outras mulheres."

"E ele tinha 700 esposas como rainhas, e trezentos concubinas."

"Ele tinha 700 esposas que ocupavam o posto de princesa e trezentos concubinas."

GW/NOG: "Ele tinha 700 esposas que eram princesas e 300 esposas que eram concubinas."

ICB/NCV: "Ele tinha 700 esposas que eram de famílias reais. Ele também tinha 300 mulheres escravas que deram à luz seus filhos."

LEB: "Ele tinha 700 princesas e trezentos concubinas."

"Ele tinha 700 esposas reais e 300 concubinas."

NIV/NLT: "Ele tinha 700 esposas de nascimento real e trezentos concubinas."

NLV: "Ele tinha 700 esposas, filhas de reis, e 300 mulheres que agiram como suas esposas."

NRSV: "Entre suas esposas estavam 700 princesas e trezentos concubinas."

"E as esposas como rainhas eram 700 para ele, e trezentos esposas secundárias."

Versículos adicionais onde "rainhas" e "concubinas" são mencionados juntos, implicando ainda mais a diferença ser simplesmente um estado social, não o estado civil, incluem Canção de Salomão 6:8-9 e Daniel 5:2-3,23.

Tenha em mente que hebraico não tinha termo técnico para "esposa". A palavra normal para "mulher" (ishah) fez "duplo dever" para que apenas o contexto possa determinar se "mulher" ou "esposa" está sendo notada. Observe que faz todo o sentido entender 1 Reis 11:3 como se referindo a todas as mulheres estrangeiras de Salomão. Na verdade, a palavra traduzida "mulheres" no versículo 1 é a forma plural de "mulher" (nishah), formas das quais também ocorrem nos versículos 3, 4 e 8. A palavra "concubinas" é claramente destinada a ser incluída entre as "esposas estrangeiras" que subverteram o coração de Salomão.

Estes fatos são ainda mais comprovados por um incidente na vida do Rei Davi. Quando seu filho Absalão montou um golpe para destronar seu pai, ele cumpriu o conselho de seu conselheiro Ahithophel para profanar publicamente as 10 concubinas de Davi (2 Samuel 16:21-22). Quando Davi conseguiu frustrar o golpe de seu filho e voltou para Jerusalém, a Bíblia diz:

Agora Davi veio à sua casa em Jerusalém. E o rei pegou as dez mulheres, suas concubinas que ele tinha deixado para manter a casa, e as colocou em reclusão e as apoiou, mas não foi até elas. Então eles foram fechados até o dia de sua morte, vivendo em viuvez (2 Samuel 20:3).

É claro que o ensino do Novo Testamento, e a aplicação precisa do cristianismo à sociedade, resulta na eliminação da poligamia e da concubina, bem como de todas as outras instituições sociais censuráveis que conflitam com o caráter da Divindade. De fato, o cristianismo restaura a instituição sagrada do casamento ao seu caráter original, e a concubinagem é classificada com e adultério.7 No entanto, a consciência do significado bíblico atribuído à palavra "concubina" permite ao leitor inglês entender que os personagens bíblicos que possuíam concubinas não eram culpados de tomar "amantes", mas eram, de fato, casados com eles — e não apenas se envolver em relações íntimas extraconjugais.8 De qualquer forma, a Bíblia não sanciona a prática de parceiros sexuais

Notas

1 Victor Hamilton (1980), "pilegesh", Theological Wordbook of the Old Testament, ed. R. Laird Harris, Gleason Archer Jr., e Bruce Waltke (Chicago, IL: Moody Press), 2:724.

2 Johann Jahn (1832), Arqueologia Bíblica (Nova Iorque: J. Leavitt), p. 165, itálico e parênteses em orig.

3 Francis Newman (1853), A History of the He hebrew Monarchy (Londres: John Chapman), p. 102, itálico em orig.

4 John M'Clintock e James Strong (reedição de 1968), Ciclopédia da Literatura Bíblica, Teológica e Eclesiástica (Grand Rapids, MI: Baker), 2:459-460.

5 John Haley (1977), Supostas Discrepâncias da Bíblia (Grand Rapids, MI: Baker), p. 295, itálico em orig.

6 L. Koehler, W. Baumgartner, M.E.J. Richardson, & J.J. Stamm (1994-2000), O léxico hebraico e aramaico do Antigo Testamento (Leiden: E.J. Brill, eletrônico ed.), p. 58; Francis Brown, S.R. Driver, e Charles A. Briggs (1906), The Brown-Driver-Briggs Hebraico e Inglês Lexicon (Peabody, MA: Hendrickson, 2000 reimpressão), p. 48.

7 M'Clintock e Strong, p. 460.

8 Outro exemplo é visto em relação a Keturah, que se diz ser a "esposa" de Abraão (Gênesis 25:1), bem como sua "concubina" (1 Crônicas 1:32) que, independentemente de sua posição, foi, no entanto, "um casamento regular"— H.C. Leupold (1950), Exposição de Gênesis (Grand Rapids, MI: Baker), p. 689.

Traduzido por: Valdizan J Sousa, Publicado em: Concubinas - Apologética Imprensa (apologeticspress.org)



#Compartilhe

0 Comentários


Deixe seu comentário








Aplicativos


Locutor no Ar

Peça Sua Música

No momento todos os nossos apresentadores estão offline, tente novamente mais tarde, obrigado!

Top 5

top1
1. Abba Father

Acapella

top2
2. Creat Im me

Acapella

top3
3. In Need

Acapella

top4
4. Hope of the Nations

Acapella

top5
5. Forever

Acapella

Anunciantes